O que é antigo hoje é chamado de vintage. Tudo o que é antigo, hoje, é altamente valorizado, em particular no mundo da moda. E não seria diferente no universo de joias, semijoias e bijuterias. Quanto mais antiga for a peça, mais valor ela  incorporará ao conjunto na hora de fazer a produção.

O estilo chamado de vintage serve para batizar peças produzidas em outra época, mas que podem perfeitamente ser utilizadas nos dias atuais e ajudam a dar um toque exclusivo ao seu visual. Joias e bijuterias, por exemplo, jamais ficam velhas. Quando bem conservadas, podem passar de geração em geração e compôr visuais descolados. E sem contar que dão uma particularidade inigualável, que em muitos casos de compra de joias, não será possível ter, uma vez que coleções são postas à venda para que muitas pessoas adquiram aquele produto.

Mas não vá saindo por aí comprando todo o tipo de peça em brechós escondidos ou descolados. É preciso aprender o que é de fato uma peça vintage e saber como escolher cada uma delas. Somente dessa maneira será possível montar um visual bem bacana e inovador.

Há diversas dicas que podem servir para você. Quem quer investir em um colar vintage, com muitas pedras, o melhor é ficar com uma roupa mais discreta, privilegiando o monocromático. Com esse cuidado, as peças de antigamente podem ser usadas em qualquer ocasião, até mesmo combinadas com itens mais modernos.


Também é importante ter um cuidado maior com este tipo de peça do que com joias e bijus novas. Procure guardá-las sempre em caixas forradas com veludo e que contenham compartimentos diversos.

Para quem quer garimpar e encontrar este tipo de peça, mas ainda não sabe onde, a dica é buscar por lojas virtuais, brechós e feiras de antiguidades – todos são bons lugares para adquirir os acessórios. Só é preciso cuidado ao escolher o local da compra para diminuir as chances de levar para casa uma imitação. Também tenha o cuidado para não pagar demais por uma peça, apenas por que ela é vintage.

Para não cair em enganações, procure sempre saber sobre o histórico do vendedor da joia ou da bijuteria. Feiras de antiguidade, por exemplo, quase sempre são organizadas por associações de antiquários, e estas sempre exigem uma série de requisitos dos seus expositores.

 

 

Related posts:

Tags: , , ,