No mundo de hoje as joias já não estão ligadas mais as arbitrariedades ou loucuras de nobres ensandecidos. Antigamente, reis e rainhas ostentaram suas riquezas e imponências usando muitas joias fabricadas com as mais raras pedrarias encontradas nos lugares mais remotos do mundo. E isto era uma ostentação só. Muitos súditos eram relegados as piores condições de vida para que o luxo da nobreza fosse então mantido. Hoje não é mais assim. Pelo menos no mundo ocidental.

Mas as joias continuam a ser a representação máxima da beleza, elegância e da prosperidade humana. Desde que foram criadas para adornarem o corpo – colares, anéis, brincos, pulseiras, as joias foram também produzidas e confeccionadas com os mais diversos tipos de matérias nobre possíveis: ouros, prata, platinas, bronze, pedras preciosas e pérolas.

E ao que os números obtidos e apresentados pela indústria e comércio de joias e bijouterias, estes adornos têm uma conotação bem distinta daquela que anteriormente era transmitida. Elas são, sim ainda, indícios de pura sofisticação e beleza, e por mais incrível que possa parecer, são também, bem acessíveis ao grande público. Para todas as mulheres e homens que gostam e não querem deixar os seus guarda-roupas desprovidos de acessórios tão requintados, é possível sim adquirir nem que seja ao menos uma joia bem menos elaborada do que aquelas que são guardadas as sete chaves por diversos colecionados mundo afora.

Tanto joias como bijouterias podem ser produzidas a partir de diversos materiais, sem que haja aquele rebuscamento e ostentação que havia entre os antigos nobres. Colares com pedras e pérolas deixam o pescoço, bem como o colo feminino mais sensual, elegante e confere um destaque enorme a roupa que estiver sendo usada, principalmente se as pedras do colar forem da mesma cor que roupa usada. O único conselho é não abusar muito durante o dia, nem em ambientes de trabalho.

Já os anéis podem ser combinados tanto com alianças como com outros que também sejam cravejados com pequenos brilhantes ou até mesmo strass. Em bijus isto é mais recorrente, embora os designers de joias têm buscado maior ousadia no quesito exploração de diferentes matérias. Desde que eles estejam em acordo com o tamanho das mãos e dos dedos de quem irá usá-los, é possível sim a mistura entre as peças. Brincos e gargantilhas seguem a mesma premissa: peças que combinem ouro amarelo, pedrarias mais escuras e pérolas são elegantes e podem ser usadas tanto durante o dia, numa ocasião mais formal, quanto à noite numa festa.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *