Muitas são as pessoas que adoram fazer o uso de bijuterias. E isto não se deve ao fato de que elas sejam mais baratas do que as joias. De fato, o preço de uma bijuteria classificada como fina, pode muitas vezes ser muito mais elevado do que o de uma joia. Isto porque elas se popularizaram, fabricantes se aperfeiçoaram nos designs das peças.

Acontece que diante de toda essa popularização, houve um aumento significativo no número de pessoas que apresentam alergias provocadas pelos usos de determinadas peças. Em geral, o que provoca a alergia é um dos metais presentes na bijuteria – o níquel, o qual pode aparecer em menor e mais escala nas peças.

Várias são as reações alérgicas que as pessoas costumam apresentar quando apresentam sensibilidade ao níquel. Entre elas podem ser listadas: coceira, irritação, vermelhidão e eczemas, que, se não for devidamente tratado, pode evoluir para casos mais graves, como sangramentos e infecções.

Mas não é somente isso. Devemos sempre lembrar que muitas pessoas já apresentam certa predisposição às mais variadas alergias, entre elas, as que estão relacionadas ao uso de bijus. No entanto, há outros fatores que contribuem para o aparecimento das indesejadas lesões. Além da pele ressecada, que é mais sensível, e o tempo de exposição ao material, o local de contato também influencia, já que a pele menos espessa, como das pálpebras e orelha, é mais suscetível à alergia.

Como não há um tratamento ainda eficaz e definitivo relacionado diretamente às alergias provocadas pelo uso de bijus que contêm um nível elevado de nível, o aconselhamento dado pelos médicos dermatologistas é, ainda, evitar o uso das bijus. O ideal, portanto, é sempre ter com premissa a escolha de peças que sejam fabricadas em ouro ou prata. O que é sempre importante lembrar é que mesmo bijuterias em ouro e prata, podem conter alguns níveis de nível, uma vez que este tipo de material é usado com a finalidade de dar ‘liga’ aos elementos.

A boa novidade é que no mercado há diversas peças que  já são fabricadas no esquema “free níquel”. Feitas em aço inoxidável, ou ainda, em alumínio, estas peças não provocam reações alérgicas em quem as usa. Vale recordar que ainda há outras opções de bijuterias que não utilizam metal, como os acessórios feitos de pedras, vidro, fibras e tecidos.


Procure ainda investir em peças que tenham origem nacional. As bijuterias feitas made in China são as que mais contêm níquel.

 

Related posts:

Tags: , ,