Tendências em Alianças de Noivado: Ouro Rosa e Diamante Negro

Um dos símbolos que melhor representam a futura união de um novo casal é sem sombra de dúvidas o uso da aliança. Primeiramente, quando se decide seguir em direção ao altar, muitos casais fazem o uso das alianças de noivado, para depois, fazer a escolha definitiva da aliança que será usada para representar a formação de uma nova família.

Para estes casais, o mercado de joias oferece uma gama de possibilidades – embora uma aliança tenha um modelo tradicional, que aparentemente, não sofreria muitas mudanças, o mercado da moda oferece novidades também nesse setor, que a cada ano, segundo a Associação Nacional dos Joalheiros , cresce e não apresenta nenhum tipo de crise.

A aliança de noivado, de acordo com as tradições é uma joia deve conter um brilhante e ser colocada no dedo anelar da mão direita, em particular o caso da noiva. Já  a aliança do noivo, pode ser um pouco mais simples, sem a exclusividade da pedra.

Embora não exista uma data certa para o casal começar a usar alianças de noivado, muitos passam a fazer o uso da joia assim que fazem a marcação da data do casamento. E se ainda, o casal quiser manter a tradição mais ao pé da letra,  a responsabilidade de comprar as alianças fica por conta do dele.

De acordo com especialistas em realização de festas de noivado e casamento, o que modificou um pouco os laços da tradição foi a gama de modelos de alianças existentes atualmente. Desse modo, a mulher passou a ir com o companheiro escolher o anel que mais se adéqua ao estilo deles. O valor também pode ser dividido pelos noivos, caso for necessário, mas nada como ganhar uma joia do esposo. No entanto, atualmente os casais se ajudam e cooperam com as despesas, e num momento tão importante como este não há problema em ser assim também.

Entre as últimas tendências estão os anéis complementares. Este detalhe pode se dar pelo design – há modelos que incluem a gravação de trechos de poemas de amor, inovando assim, na gravação apenas do nome dos futuros cônjuges.

Vale lembrar que os modelos costumam seguir um determinado padrão. Por exemplo, a aliança meia cana, ainda costuma ser a mais lembrada entre os noivos. Há ainda a possibilidade de fazer o uso de alianças feitas em ouro rosa – que está em alta – ouro negro, e outros modelos que trazem texturas.

Os Anéis Dizem Muito Sobre a Personalidade da Mulher

Em que dedo você costuma usar os seus anéis? Em que dedo gosta mais de usar? Estas perguntas que parecem descabidas apresentam muito fundamento, de acordo com a ciência comportamental. Segundo especialistas, os quais atuam diretamente nesta área, a escolha do dedo para usar os mais diferentes tipos de anéis pode revelar muito de sua personalidade. E não é somente isso. As pesquisas no ramo conseguem ainda identificar que há intenções muito marcantes na escolha do dedo em que será usada a peça, assim como o modelo de anel.

As revelações já começam a ser visíveis, considerando-se a teoria, no simples fato de escolher a mão em que serão usados os anéis, parece haver diferenças entre a escolha pela mão direita e pela mão esquerda.

 

Quem gosta de usar anéis na mão direita e, além disso, é destro consegue sugerir uma relação estreita com o seu mundo externo, já quando o uso é na mão esquerda, há uma representação maior da essência da pessoa. Já para os canhotos é ao contrário: direita representa a essência e a direita a relação com o mundo externo.

 

As pessoas que usam anel no dedo indicador buscam ter controle e poder sobre os outros. Elas acabam se tornando pessoas egocêntricas. Querem ser o centro das atenções. Além de terem fortes tendências à ambição, isto de acordo com a teoria comportamental.

 

Para aqueles que preferem usar um anel no polegar costumam ser pessoas que fazem parte de um grupo de pessoas que deseja reorganizar as metas, tornar-se independente e aprender a dizer uma das palavras mais mágicas para a terapia comportamental: não. Caso sejam mulheres a usarem o anel no polegar, elas também estão em buscam de uma vida diferente, e querem adotar uma postura mais prática no dia a dia. No entanto, muitas vezes podem perder a paciência com facilidade.

 

Já pessoas que usam anéis nos dedos do meio vivem em busca de novas realizações. São pessoas muito propícias a serem materialistas e apreciam o consumo de produtos modernos, como os computadores e celulares de última geração. Há ainda o caso das pessoas que usam o anel no dedo mindinho. Estas tendem a ter inibições sexuais. Também controlam sua libido ou presentam muito medo de expor seu lado sexual, até mesmo com seus próprios parceiros. Também costumam ser pessoas mais emotivas e exporem suas emoções com grande facilidade.

 

 

 

 

Dicas Para Conservar Melhor e Por Mais Tempo as Suas Bijouterias

Não importa se suas bijouterias são brilhantes, foscas, banhadas a ouro, de prata. Para mantê-las sempre em perfeito estado é fundamental que elas sejam organizadas e mantidas com cuidados especiais. Dessa maneira, elas terão uma maior durabilidade e sempre estarão bonitas para deixá-la mais exuberante em qualquer situação de uso e / ou ocasião.

A primeira dica para manter as bijouterias sempre em ordem é organização. Bijouterias devem guardadas em caixa forrada de veludo, dividida em separações, e, para não quebrar, amassar ou riscar as pedras, não se deve empilhar uma em cima da outra. Portanto, a organização é o que melhor conserva a bijuteria.

Outra sugestão é  colocar um pedacinho de giz escolar, aquele branco mesmo, o giz, para quem não sabe possui a capacidade de eliminar a umidade que por ventura possa se armazenar na caixa. Isto evita, por exemplo, que as peças fiquem escuras ou ainda embaçadas.

Os colares todos devem ser pendurados. Todos sabem que os colares costumam ficar embaralhados,  o que se torna difícil no cuidado diário dos mesmos. Algumas possibilidades são ganchos específicos, que podem ser colocados na parede, os quais ajudam a resolvem a questão. Porta-chaves charmosos, daqueles que prendemos na parede, também são boa opção. E este também é um jeito de preservar as pedras, por exemplo.

Outra questão deve ser quanto à limpeza das peças. Há flanelinhas específicas para isso, as chamadas “flanelas amarelas mágicas”, encontradas em armarinhos ou em lojas que vendem artigos para fabricar bijuterias. “No caso de metais brilhantes, é importante limpar as peças para tirar a oleosidade das impressões digitais e os resquícios de cremes e perfumes”.

Outro cuidado que muita gente desconhece e que precisa ser tomado é não usar perfume com bijouterias. O ideal é que a biju não seja utilizada junto com ele, já que as peças podem ser danificadas em contato com seus componentes, como o álcool. Mas, se for impossível abrir mão, passar primeiro o perfume, esperar secar e só depois colocar a peça.

Peças produzidas a partir de material natural – como madeira, por exemplo – devem respirar. O mesmo deve valer para peças feitas com sementes, cordas, bambus, sisal ou outros elementos naturais. Elas não podem ficar em caixas fechadas, pois certamente irão, no mínimo, sofrer com mofos.

Uma última dica: para bijouterias que apresentarem um traço de pretejamento, passe suavemente palha de aço nelas.

Você Sabe o Que São as Biojoias?

Se você já ouviu falar em biojoias, no entanto, não entendeu do que se tratava ou achou que tinha se enganado ao ouvir o termo, acredite que certamente não aconteceu nenhuma das duas opções. A palavra existe e é uma tendência bem brasileira.  A biojoia não é um termo tão fácil de ser definido. Assim como não há uma maneira única de fazê-lo, muito menos um campo fechado de informações.

As biojoias são peças produzidas a partir de materiais de natureza orgânica, vegetal, ou animal, com sementes, folhas, frutos, capim, madeira, couro animal, além de outras partes de animais, como chifres, dentes, ossos e assim por diante. Tais peças são podem ter o emprego ou não de metais e pedras preciosas. Antes elas eram comumente chamadas de bijuterias finas, por serem confeccionadas com material nobre, e ao mesmo tempo, terem a incorporação em seus corpos de outros materiais que valorizam a cultura local onde são produzidas.

No entanto, é interessante salientar que não se trata de artesanato. Há uma diferença entre peça artesanal, aquela que é produzida até mesmo com material de reuso, daquelas que são produzidas com alto nível de acabamento, além de apresentarem elevado grau de qualidade.

Caso ainda fique com dúvida, há um critério bem claro que ajuda a distinguir uma peça artesanal de uma biojoia – o design delas. Há inclusive hoje uma procura muito grande por cursos que ensinem a criar peças originais e que fujam das delimitações das joalherias tradicionais, bem como grandes lojas de revendas de bijuterias.

Peças que tenham sementes fazem muito sucesso e costumam ter muito valor agregado na hora de fazer a revenda. Mas, sempre se lembre de que não se trata de uma biju montada em casa ou revendida na beira da praia. As biojoias são confeccionadas com metais de alto valor como ouro, platina, ou prata (este último considerado até menos valioso do que os demais).

A grande novidade é que a produção das peças conhecidas como biojoias  é sustentável. Quem já atua no mercado de joias sabe que quanto mais houver a preocupação com o meio ambiente, melhor seus produtos serão aceitos, não somente no mercado nacional, como também no internacional. A biojoia se diferencia das demais  joias é, justamente por haver uma grande preocupação durante o processo de confecção dessas peças e por isso não se fazer o uso de materiais que possam agredir o meio ambiente.

 

Como Escolher Anéis de Prata

Um dos acessórios mais amados pelas mulheres é o anel. E não importa de que material são feitos, basta que tenha um designer interessante e que chame a atenção da mulher. Usar anéis já faz parte da tradição e da história da humanidade. Eles eram usados antes mesmo dos gregos e romanos instituírem a tradição de fazer o uso de anéis entre os cidadãos beneméritos, ou forjá-los para consagrar algum tipo de vitória. Se antes, os anéis tinham função social, hoje eles ajudam a compor e embelezar ainda mais o visual da mulher.

 

Entre os diversos tipos e modelos de anéis, um dos mais queridos entre as mulheres está o anel de prata. Isto se deve por algumas razões, entre elas por ser um acessório de fácil combinação, que cai bem em todos os tipos de mulher e ainda, por ser um acessório mais barato do que o anel produzido em outro tipo de material.

 

Os anéis de prata ainda são muito versáteis. Eles podem ser combinados com vários estilos de roupa, quer se tratem de ocasiões formais ou informais. Para um visual, de festa em que a escolha seja para um vestido preto, pode optar por um anel de prata com apontamentos em preto ou detalhes em outra cor, que irão contrastar entre si e ainda podem ser articulados com a maquiagem, em especial na região dos olhos.

 

Os anéis de prata ainda podem ser usados para compor um visual mais clean ou casual e descontraído. Quem opta pelo uso de jeans, tênis e uma camiseta, pode escolher um anel mais divertido. Há uma série de modelos que se adequam e complementam os visuais com figuras de animais, como as corujas, que são adaptáveis a mulheres de várias idades sem perder a elegância.

 

Mas não é somente isso. Usar anéis (sejam eles de prata ou qualquer material) também requer o bom senso, no que concerne ao modelo das mãos. Mulheres que possuem mãos mais grossas devem escolher os anéis com linhas cruzadas, onduladas e / ou entrelaçadas e de tamanho médio, que permitem trabalhar e alongar os dedos, promovendo a sensação de que as mãos são mais finas.

 

Anéis mais finos, ao contrário do que possa imaginar, atraem a atenção para a área do dedo em que se encontram e, para quem tem mãos mais grossas, enfatizam este aspecto.

 

Quem gosta de usar anéis deve manter as unhas em dia.

Como Escolher e Usar os Brincos de Festa

Os brincos são acessórios que ajudam a dar brilho para o rosto feminino, dando mais luz aos olhos e realçando o sorriso, muitas mulheres os consideram fundamentais. Os brincos ainda são peças fundamentais na composição de alguns looks, em particular, os mais sofisticados, como os para eventos mais solenes ou chiques. Há uma infinidade de modelos de brincos com diferentes formas e cores, podendo ser bijuterias ou joias finas, com a aplicação ou não de pedras preciosas ou strass. Para cada tipo de evento, existe um brinco mais adequado, qua vai ainda ajudar a valorizar a composição com a roupa. O importante é saber escolher entre as mais variadas peças para não fazer feio durante o evento.

 

Os brincos em forma de cascata são os que mais aparecem na lista dos queridinhos das mulheres, no momento de fazer a escolha por um brinco de festa. Isto porque eles naturalmente já possuem um requinte, em especial os modelos que são forjados em brilhantes. Estes brincos, de fato, roubam a cena, por conta do brilho e da sofisticação que conferem.

 

Brincos em forma de franja vão e voltam na moda. Não são uma tendência fixa. Mas é um modelo de brinco que figura na lista dos queridinhos das mulheres, pois ele ajuda a alongar o rosto e, por esta razão, é indicado para pessoas com o rosto pequeno ou redondo.

 

Já os brincos em formato de argolas são tradicionais, considerados até clássicos e que não fazem feio nunca. Combinam com todos os estilos e todos os rostos, estão na lista dos mais usados em todo o mundo, e há alguns modelos com apliques em pedras, miçangas e vários outros materiais. São também os mais simples e não costumam chamar a atenção demais para eles.

 

Os brincos de gota são clássicos refinados. Eles ainda são largamente usados por noivas e madrinhas de casamento. Altamente sofisticados, são mais finos em cima e mais largos e arredondados na parte de baixo, podem ser encontrados em miniaturas, mas também em modelos grandes; todos, porém, são delicados e ficam muito bem em looks sociais, trazendo graça e elegância para a composição. De pérolas, são altamente refinados.

 

Brincos pequenos, redondos ou quadrados, são muito delicados e combinam com vários estilos de colares, para quem quer usar os cabelos presos eles conferem delicadeza e classe.

 

Não se esqueça de combinar a roupa com os brincos e dar atenção ao tamanho do pescoço e formato do rosto. Brincos lindos se não combinados corretamente, causam um efeito totalmente contrário ao esperado.

Como Escolher e Usar Modelos de Brincos Diferentes

Os brincos são acessórios que ajudam a iluminar o rosto feminino, além de  chamar a atenção e evidenciar os olhos e o sorriso da mulher. Os diferentes brincos encontrados hoje no mercado são de inúmeros materiais, modelos e estilos. Eles ainda são feitos de diversos materiais, misturando os materiais nobres aos produtos resinados desenhados por artistas. Há brincos em bijuterias e joias que podem ser usados nas mais diferentes ocasiões, bem como pelos mais diversos biótipos femininos.

 

Brincos em formatos diferentes viram moda, basta que uma celebridade faça uso dele. Um modelo bem diferente e que virou febre é o modelo de brinco alfinete, que pode ser usado em diversas composições, mesmo em situações mais formais, desde que os demais acessórios estejam em equilíbrio. Vale lembrar que a regra geral de uso de acessórios aponta para o equilíbrio – se for usar uma peça mais chamativa, economize nos demais acessórios, para não pesar na composição.

 

Brincos de caveira costuma ser queridinhos das mais jovens, mas pode ser uma aposta para todas as mulheres. Usar caveira está na moda em qualquer peça do vestuário e não poderia faltar os tal brincos que são graciosos e cheios de estilo, tem os de caveira com cara de mau, mas também tem os de caveirinha com laço, um luxo. Podem ser usados em qualquer composição, desde que prevaleça a parcimônia.

 

Os brincos de cobra são acessórios que viraram fashion e estão em alta. Há uma infinidade de modelos de brincos desse animal, sendo que alguns podem até causar  arrepio em muita gente. Alguns modelos são pequenos e delicados e outros chegam a envolver toda a orelha, um acessório bem ousado e extravagante. Evite os modelos maiores nos ambientes de trabalho, prefira os mais discretos.

 

Já os modelos de brincos na forma de insetos são altamente indicados para meninas ou mulheres mais delicadas. São pequenos e também delicados, com os desenhos e formas  alguns de insetos bonitinhos como borboletas e joaninhas, mas também trazem  formatos de moscas, que ao contrário do que parece, ficaram uma graça. Podem ser em ouro, prata, ou ainda ter pequenas aplicações de strass ou pedras preciosas.

 

Há ainda modelos de brincos que são considerados mais tradicionais como os em forma de cascata, que justamente recebem este nome por terem um formato de cascata. Os modelos em brilhantes são os mais sofisticados e costumam ser mais caros, embora menos diferentes do que os demais.

Como Escolher e Usar os Brincos de Princesa

Brincos são acessórios fundamentais na hora de fazer a composição do visual de uma mulher, muitas querem se sentir mais bonitas com o uso da peça. E algumas gostam tanto de certas peças que chegam até a fazer uso de modelos que lembram os usados pelas princesas de Disney. O brinco é um desses acessórios muito presentes na imagem das princesas dos contos de fadas, bem como na vida das princesas reais. Mas é importante saber que para copiar os modelos usados por todas as princesas, é preciso saber como usá-los sem errar.

 

Os brincos conhecidos como brincos de princesa, não correspondem exatamente a um tipo ou modelo de brincos especiais. De fato, são modelos adotados por princesas reais ou fictícias, do mundo inteiro e, porque simbolizam a elegância da realiza e a realização de um sonho, acabam caindo nas graças das plebeias populares.

 

Algumas princesas preferem os brincos menores e mais clássicos. Os modelos apesar de diferentes são sempre muito parecidos no formato e estilo. Kate Middleton, por exemplo,  abusa dos brincos reais pequenos em forma de arco ou arredondados. O brilho discreto dos brincos revela a sua imagem de verdadeira princesa elegante.

 

Já há outros nomes de realeza da própria história, como a rainha Cleópatra, nos filmes está sempre retratada com brincos grandes, forjados em ouro, e / ou cravejados em pedras e brilhantes. Algumas princesas ao longo da história usavam e abusava dos brincos grandes e não dispensava o brilho e as mais variadas cores. Uma aposta que pode ser bem vinda para mulheres que querem se sentir como princesas em dias de festividades. Uma aposta é fazer o uso desses brincos acompanhados de vestidos tomara que caia e cabelos soltos. Um luxo só.

 

Outra pedida de brincos em modelo de brincos de princesa são os modelos de brincos metálicos. Eles são muito chamativos, como deve ser uma princesa, se a intenção é sair para uma balada e, viver como a princesa da noite, são apostas muito assertivas. Vale ainda apostar em modelos de brincos de cristais Swarovisk, que brilham por conta dos cristais, na medida certa, fazendo lembrar um membro da realeza. De dia escolha um brinco grande com uma cor mais discreta, mas que não deixe passar despercebida.

 

Mesmo em ambiente de trabalho, não deixe de mostrar que é uma princesa, na dúvida opte por brincos de pérola, que são muito clássicos e bem vindos.

Como Escolher e Usar Pulseiras de Prata

Elas são lindas e estão em alta. Pulseiras de prata são acessórios que combinam com toso os estilos e silhuetas de mulheres. Elas podem ser usadas em quaisquer ocasiões, desde que combinadas de forma correta e adequada com a ocasião. Há sempre um estilo disponível para todas, sem contar que, entre os diversos materiais de que são feitas pulseiras, é um dos mais acessíveis e duráveis. Aposte no uso de pulseiras de prata, e siga algumas dicas para não errar nem na hora da escolha nem na hora do uso.

 

De forma bem genérica, as pulseiras de prata podem ser combinadas com uma diversidade de outras peças e acessórios. Dependendo do visual que se quer escolher, a pulseira poderá ser usada tanto como peça principal – para se evitar outras joias – ou vestir pulseiras e anéis adicionais para a composição de um visual mais exuberante. Quem está pensando em usar um manguito de prata, vista outra joia elegante para acompanhar. Pulseiras de prata, no entanto, podem – e devem normalmente – ser usadas com vários outros tipos de pulseiras e joias para alcançar visual mais diversificado e divertido.

 

Também é preciso fazer a escolha certa da roupa, para que a pulseira apareça no conjunto. Mangas de três quartos ou mais curtas fornecem um visual bacana. De fato, se tem uma camisa com mangas que é um pouco curta, adicionar uma pulseira de prata é uma ótima maneira de preencher a lacuna.

 

Vale ressaltar que a prata combina bem cm cores frias ou ainda mais brilhantes. Emparelhe a pulseira de prata com um top azul para um visual monocromático ou adicione algum brilho a uma roupa toda preta. Se estiver usando cores neon, que estão na moda, uma pulseira de prata também servirá para adicionar um visual mais incrementado. Vale apostar para o uso diário.

 

Não tenha medo de misturar estilos, mas tenha parcimônia quando fizer. Pulseiras de prata  em manguito se encaixa muito bem com um visual moderno e minimalista, já as pilhas de pulseiras favorecem o visual mais “boho”. Ambos podem ser combinados com saias longas e blusas.

 

Não se costuma misturar dois metais na composição de um visual. Ou as pulseiras são de prata ou de outro material. Embora nos últimos anos tenha sido certa tendência misturar os materiais dos acessórios, a dica geral é para não fazê-lo, em especial se houver dúvidas quanto à combinação. Menos, neste caso, é mais.

Como Escolher o Brinco de Argola Mais Adequado Para Cada Tipo e Ocasião

Os brincos de argola fazem o maior sucesso entre as mulheres e são acessórios que podem ser usados em qualquer ocasião, bem como com várias composições de visual. Historicamente, não há registros certos que apontem quando e como passaram a fazer parte da composição dos looks femininos, mas este modelo de brinco de argola foi popularizado por Maria Antonieta, a esposa de Napoleão. Também há registros de brincos de argolas nas orelhas de piratas que vaziam diversos saques nas regiões do Oriente e do Caribe.

 

Trata-se de um modelo de brinco que é muito apreciado por conta de sua versatilidade, dos diferentes matérias com os quais são produzidos, acabamentos e brilhos, eles podem ser usados por qualquer tipo feminino e em qualquer ocasião, desde que combinados da maneira correta.

 

Vale sempre lembrar que brincos são acessórios e que assim como as maquiagens, devem combinar com o tom de pele de cada mulher, bem como o biótipo e, principalmente, devem fazer uma harmonização perfeita com o corte de cabelo de cada uma.

 

As argolas menores ficam melhores quando o cabelo for curto tornando o visual mais harmônico, o que não impede que sejam usadas as argolas médias ou grandes, dependendo da ocasião e da roupa. Cabelos longos ou presos tipo rabo-de-cavalo, as argolas grandes combinam muito bem, ficando a critério de cada mulher a escolha do modelo e do material com o qual é produzido o par de brincos.

 

Grande parte dos brincos que são postos à venda no mercado são bijuterias. Entretanto, é possível encontrar as chamadas semi- joias e fazer a escolha por um modelo dourado, prateado ou até mesmo cravejado de alguns brilhantes ou outras pedras preciosas.

 

Se a opção for por um modelo feito em material precioso, saiba que ele poderá ser combinado com qualquer tipo de roupa. Para eventos sociais mais sofisticados, prefira os modelos com brilhos intensos, grandes, em particular se o penteado de cabelo for um coque ou rabo de cavalo mais elaborado. Os brincos grandes valorizam muito o rosto da mulher, mas é importante ter atenção ao tamanho do pescoço. Mulheres pequenas, com rosto redondo e pescoço mais achatado, deverá ter muito cuidado na hora de fazer a opção por um par de brincos de argolas, para não achatar ainda mais a silhueta. Prefira, neste caso, modelos pequenos e mais delicados.