Para os amantes de joias, a pérola é considerada uma das mais exuberantes gemas que podem ser usadas para a confecção de uma peça. Entre os joalheiros, ela é considerada a rainha da joalheria. Que ela é tudo isto – e mais um pouco – nós já sabemos. No entanto, você sabe por que razão a pérola é tão importante no munda da fabricação de joias?

Essa gema encanta a humanidade há séculos e séculos. O primeiro atributo de uma pérola que a leva ser tão venerada é o fato de ela já nascer pronta. Nasce pronta, não precisa de qualquer tratamento ou lapidação; surge da reação à invasão, o molusco secreta nácar sobre algo que o incomoda, gerando uma das grandes belezas da natureza; é produzida por um ser vivo, tem um tempo de vida, pode “morrer” se não for bem tratada exige carinho; encontrada em variadas cores, formatos, tamanhos e preços. Agrada a todos os gostos.

Desde o seu descobrimento, várias foram as celebridades ao longo da história que passaram a fazer o uso das pérolas. São nomes que vão desde Cleópatra até a Rainha Elizabeth.

O cultivo da pérola, portanto, passou a interessar mais profundamente todos os joalheiros – que nem eram chamados assim ainda – que viram na gema a possibilidade de confeccionar joias não apenas de valor agregado, como também de durabilidade infinita. São diversos tipos de peças que podem ser confeccionadas com a pérola. Colares, pingentes, anéis, brincos. Não importa qual é o tipo, mas toda peça acaba por se tornar uma obra de arte.

Além disso, as pérolas podem ser facilmente combinadas com diversos tipos de metais – vale lembrar que o metal é a base essencial na elaboração de uma joia ou bijuteria. Não importante se é ouro, platina, prata. Combinadas, transformam uma simples peça em trabalho artístico.

Ainda é preciso considerar que o valor de cada pérola é, de fato, único. Cada pérola é única justamente porque apresenta um desenho diferente, uma irregularidade distinta da outra. Também é precisa lembrar que o mesmo pode ser apreciado no que concerne à coloração de cada uma delas – há uma variação de cor que vai desde a coloração madrepérola seguindo ao rosado e chegando até o negro. Esta última coloração é vista como uma das mais nobres, de maior valor. Isto porque sua produção é rara, assim como há certa dificuldade em seu cultivo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *