Pérolas são tratadas como gemas no universo das grandes joalherias. Entretanto, no universo da biologia, podem ser vistas como o resultado de uma “batalha” contra um “invasor”. Isto porque as pérolas são o resultado da entrada de grãos de areia, ou até mesmo vermes no interior das ostras. Na tentativa de expelir o elemento intruso, os moluscos vão produzindo um material calcificado que resulta num dos mais belos elementos da natureza, uma bolinha dura, com cor leitosa e de valor agregado altíssimo, uma vez que uma ostra produz, por vez, uma única pérola.

Embora as pérolas possam ser obtidas também de maneira artificial, por meio de cultivo. Trata-se de um processo delicado e que demanda tempo – são introduzidos no interior das ostras perlíferas – típicas para o cultivo – entre o manto e a concha – um objeto não identificado que possa provocar uma leve inflamação no interior da concha. Esta inflamação é que irá liberar o que seriam os “anticorpos dos moluscos”. Estes “anticorpos” irão envolver o objeto em diversas camadas de madrepérola, que irá formar a pérola final. É por conta desse processo que se diz que cada pérola é única – somente se produz uma por vez.

As pérolas também são muito semelhantes às gemas de diamante, por conta de outra característica que não a raridade: as pérolas podem durar até 150 anos. Isto vai variar de acordo com o uso e a aplicação. Um brinco de pérola pode chegar a custar alguns milhões, dependendo do fabricante, da marca e do material utilizado. As melhores jazidas de pérolas se encontram em águas do Golfo Pérsico, mas elas são largamente produzidas no Japão, Sri Lanka, Austrália, Taiti, e América Central.

Quem possui qualquer peça de pérola verdadeira deve guardá-la em separado, bem como envolvida em tecido, para que não sofra arranhões ou outro tipo de avaria. Pérolas, assim como cristais e diamantes, são altamente delicadas. Também é importante evitar que pérolas tenham contato com todos os produtos químicos, tais como os cosméticos. Para tomar banho, deve-se retirar um brinco de pérola, por exemplo.

Joias ou bijouterias de pérolas são tidas como acessórios clássicos. Todas as mulheres devem ter alguma peça – seja ela verdadeira ou não – com uma pérola.  Peças como brincos, colares, pulseiras e anéis que contenham pérolas são atemporais, podem ser usados em quaisquer ocasiões – desde em um ambiente informal, quanto em um casamento – e por mulheres de qualquer idade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *