Bijouterias são opções comuns ao uso das joias. Embora hoje alguns modelos de joias sejam mais acessíveis ao bolso de uma grande parcela social, nem sempre é possível adquirir uma porção delas para que sejam usadas no dia a dia, sem que sejam repetidas. Então, afirma-se mais uma vez, como opção mais do que razoável, as bijouterias. Acontece que, grande parte da mulherada adepta ao uso das famosas “bijus” costuma apresentar algum tipo de reação alérgica, em particular aos brincos, colares e anéis. E, como não é possível viver sem um “acessório que embeleze mais”, o jeito é encontrar alternativas para que sejam evitadas as reações adversas. Entretanto, o que tem sido observado é que mesmo em caso de joias confeccionadas em ouro e prata, algumas pessoas apresentam reações. E por que isto acontece?

Coceiras e feridas costumam ser as reações mais comuns em que tem alergia aos materiais que podem ser usados na produção das peças. Segundo os alergologistas – especialistas em tratamento de alergias – o principal causador de reações alérgicas é o níquel metal pesado presente nos materiais usados na fabricação das peças. O níquel, em contato direto com a pele, causa coceiras, feridas, prurido, vermelhidão, e até mesmo eczemas, que podem até mesmo evoluir para sangramentos e infecções.

Os médicos explicam que, algumas pessoas possuem predisposição genética para ter reações alérgicas a determinados produtos e materiais, em particular dermatites de contato. Mas há também fatores externos que podem sim provocar um surgimento de alguns tipos de alergias, a exemplo disso, pessoas com pele ressecada estão predispostas a reações alérgicas, justamente por não estarem protegidas de maneira adequada. Outro fator que pode provocar alergias é o período a que a pele sensível ficará em contato com o metal.

O níquel está presente em diversas peças, não somente em bijouterias, mas em joias – algumas, mesmo feitas em ouro e prata, podem apresentar um alto teor de níquel – assim como hastes de óculos, presilhas de cabelos e tantos outros acessórios. E, curiosamente, as mulheres são as mais propensas a apresentarem as reações alérgicas.

E são várias as reações que fogem até mesmo das mais conhecidas vermelhidões, pruridos e infecções. Algumas pessoas podem apresentar um escurecimento da pele, na área onde houve o contato com a bijouteria ou joia, o que não necessariamente poderá constituir uma alergia. Somente em caso de coceira, é importante verificar se o que aconteceu foi uma oxidação ou reação alérgica. O conselho é sempre procurar um especialista na área.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *