Se você já ouviu falar em biojoias, no entanto, não entendeu do que se tratava ou achou que tinha se enganado ao ouvir o termo, acredite que certamente não aconteceu nenhuma das duas opções. A palavra existe e é uma tendência bem brasileira.  A biojoia não é um termo tão fácil de ser definido. Assim como não há uma maneira única de fazê-lo, muito menos um campo fechado de informações.

As biojoias são peças produzidas a partir de materiais de natureza orgânica, vegetal, ou animal, com sementes, folhas, frutos, capim, madeira, couro animal, além de outras partes de animais, como chifres, dentes, ossos e assim por diante. Tais peças são podem ter o emprego ou não de metais e pedras preciosas. Antes elas eram comumente chamadas de bijuterias finas, por serem confeccionadas com material nobre, e ao mesmo tempo, terem a incorporação em seus corpos de outros materiais que valorizam a cultura local onde são produzidas.

No entanto, é interessante salientar que não se trata de artesanato. Há uma diferença entre peça artesanal, aquela que é produzida até mesmo com material de reuso, daquelas que são produzidas com alto nível de acabamento, além de apresentarem elevado grau de qualidade.

Caso ainda fique com dúvida, há um critério bem claro que ajuda a distinguir uma peça artesanal de uma biojoia – o design delas. Há inclusive hoje uma procura muito grande por cursos que ensinem a criar peças originais e que fujam das delimitações das joalherias tradicionais, bem como grandes lojas de revendas de bijuterias.

Peças que tenham sementes fazem muito sucesso e costumam ter muito valor agregado na hora de fazer a revenda. Mas, sempre se lembre de que não se trata de uma biju montada em casa ou revendida na beira da praia. As biojoias são confeccionadas com metais de alto valor como ouro, platina, ou prata (este último considerado até menos valioso do que os demais).

A grande novidade é que a produção das peças conhecidas como biojoias  é sustentável. Quem já atua no mercado de joias sabe que quanto mais houver a preocupação com o meio ambiente, melhor seus produtos serão aceitos, não somente no mercado nacional, como também no internacional. A biojoia se diferencia das demais  joias é, justamente por haver uma grande preocupação durante o processo de confecção dessas peças e por isso não se fazer o uso de materiais que possam agredir o meio ambiente.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *